Artistas Convidados 2022

Josu de Solaun
Pianista, International competition winner,
2021 ICMA award winner

Josu De Solaun foi aclamado pela imprensa internacional pelo seu “senso poético de som, visão artística e brilhantes habilidades, inteiramente a serviço das obras que estão sendo executadas”. Nikolaus Frey, Fuldaer Zeitung. Josu é um pianista-compositor extraordinariamente prolífico, atuando em muitas das salas mais célebres do mundo como solista de concertos, músico de câmara, recitalista de piano solo e improvisador, e compositor solo. É também um poeta publicado. A abertura da temporada 2020 – 2021 contou com seu primeiro concerto de improvisação livre, panDEMiCity, em León, em março de 2021 – (gravado ao vivo para lançamento em julho de 2021), além de apresentações como solista de concerto com orquestras em Espanha, República Checa e Roménia. Em 2021,  recebeu o prestigioso prémio ICMA (International Classical Music Award) com a sua gravação de Sonatas para violino francês com a violinista Franziska Pietsch. O seu último álbum solo de obras de Brahms e Schumann para o selo IBS Classical recebeu excelentes críticas. Este verão ele gravará tanto Liszt Piano Concerti quanto Totentanz com a Filarmônica Nacional da Morávia.

Vencedor do Primeiro Prêmio do XIII Concurso Internacional de Piano George Enescu, Bucareste (também vencido pelos lendários pianistas Radu Lupu e Elisabeth Leonskaja), do XV Concurso Internacional de Piano José Iturbi e do Primeiro Concurso de Piano da União Européia, o pianista hispano-americano Josu De Solaun foi convidado a se apresentar em salas de concerto distintas em todo o mundo, incluindo o Ateneu Romeno, Bucareste, Teatro La Fenice, Teatro Mariinsky, The Kennedy Center Concert Hall, Carnegie Hall, Metropolitan Opera, Southbank Centre de Londres, Salle Cortot, Schumann Haus de Leipzig, Taipei's Novel Hall, a Sala Silvestre Revueltas da Cidade do México, o Palácio Nostitz de Praga, a Academia de España, o Menton Festival International de Musique e todas as principais cidades da Espanha.
É o único pianista de Espanha a vencer os concursos Enescu e Iturbi, e foi recentemente convidado para uma recepção privada com o Rei e a Rainha da Espanha no Palácio Real depois de ganhar o ilustre Prémio de Bucareste. Em 2019 recebeu o título de Oficial de Mérito Cultural, uma condecoração do Estado, por Klaus Iohannis, presidente da Romênia. O seu vasto repertório inclui o 2º Concerto para Piano "The Age of Anxiety" de Leonard Bernstein, 2º Concerto para Piano de Giuseppe Martucci, Diversões de Britten, Concerto para piano em Lá Menor de Hummel, Concerto para Piano de Constantinescu, bem como os concertos completos de Liszt, Rachmaninov, Prokofiev e Bartok. Josu de Solaun, é também, um ávido improvisador e frequentemente toca recitais de piano solo totalmente improvisados.
A sua voz criativa é expressa numa ampla gama de gravações, incluindo as obras completas para piano de George Enescu para o selo NAXOS Grand Piano, “Les Noces” de Stravinsky com Joann Falletta conduzindo, dois discos de música de câmara para o selo alemão Audite, o ao vivo, recital de León improvisado e música de piano de Schumann e Brahms para o selo IBS Classical. A próxima temporada contará com a estreia de seu próprio concerto para piano e lançamentos de novas gravações de Sonatas e Trios com Piano de Haydn , música de câmara completa de Enescu, além de um disco de música checa para piano. O seu volume de poesia intitulado "Las Grietas" foi publicado em 2021, pela EDITORALIA.

Read BioHide Bio
Clarice Assad
Compositora nomeada aos prémios Grammy
pianista, vocalista e pedagoga

Uma poderosa comunicadora reconhecida pela sua abrangência e versatilidade musical, a brasileira americana Clarice Assad é uma importante voz artística nos géneros erudito, world music, pop e jazz. Compositora nomeada ao prémio Grammy, pianista célebre e vocalista imaginativa, é conhecida pelas suas cores evocativas, texturas ricas e alcance estilístico diversificado. Como inovadora, a sua premiada série Voxploration sobre criação musical, composição e improvisação foi apresentada nos Estados Unidos, Brasil, Europa e Oriente Médio. Com as suas capacidades artísticas procuradas por artistas e organizações em todo o mundo, a multi-talentosa música continua a atrair novos públicos dentro e fora do palco. A artista está representada na Cedille Records, SONY Masterworks, Nonesuch, Adventure Music, Edge, Telarc, NSS Music, GHA e CHANDOS, Clarice Assad terá quatro gravações com seus trabalhos lançados em 2019.

Uma prolífica compositora nomeada aos prémios Grammy, com mais de 70 obras a seu crédito, as inúmeras encomendas de Clarice Assad incluem obras para o Carnegie Hall, Chamber Music Society of Lincoln Center, Orquestra Sinfónica de São Paulo, Chicago Sinfonietta, San Jose Chamber Orchestra, Boston Youth Orchestra, Bravo! Vail Music Festival, Queen Reef Music Festival e La Jolla Music Festival, para citar alguns.
As suas composições foram gravadas por alguns dos nomes mais proeminentes da música clássica, incluindo a percussionista Dame Evelyn Glennie, a violoncelista YoYo Ma, a violinista Nadja Salerno-Sonnenberg e o oboísta Liang Wang. A música de Assad foi tocada por orquestras de renome internacional, incluindo a Orquestra da Filadélfia, a Tokyo Symphony, a Queensland Symphony e a Orquestra Sinfônica de São Paulo. Clarice Assad atuou como compositora residente da Albany Symphony, do Cabrillo Festival of Contemporary Music, da New Century Chamber Orchestra e da BostonLandmarks Orchestra. Seus trabalhos são publicados na França (Editions Lemoine), Alemanha (Trekel), Criadores do Brasil (Brasil) e pela Virtual Artists Collective Publishing, (VACP), editora cofundada com o poeta e filósofo Steve Schroeder.
Atualmente, Clarice trabalha na banda sonora de Devoti Tutti, um documentário de Bernadette Wegenstein, enquanto compõe a música para um ballet da premiada coreógrafa Shannon Alvis. Como intérprete, Clarice dividiu o palco com artistas como Bobby McFerrin, Anat Cohen, Nadia Sirota, Paquito D'Rivera, Tom Harrell, Marilyn Mazur e Mike Marshall, entre outros músicos de destaque. Apresentou-se em locais e festivais de renome internacional, incluindo o Concertgebow da Holanda, o Carnegie Hall de Nova York, o Le Palais des Beaux-Arts da Bélgica, o Metropolitan Museum of Art de Nova York, o Le Casino de Paris, o Jazz at Lincoln Center e o Caramoor International Jazz Festival. Em 2015, Clarice Assad fundou o VOXploration, um programa premiado e pioneiro que apresenta uma abordagem criativa, divertida e acessível à educação musical por meio de experiências interativas e significativas. A VOXploration recebeu bolsas e prémios de fundações brasileiras como CAIXACULTURAL e SESC, além de bolsas americanas da New Music USA e da McKnight Foundation. Clarice ministrou masterclasses, residências e workshops nos Estados Unidos, Europa e Oriente Médio. Nascida no Rio de Janeiro, Clarice Assad é uma das compositoras brasileiras mais interpretadas da sua geração. Recebedora de inúmeras honras e prémios, entre eles o Aaron Copland Award e vários prémios ASCAP em composição, Clarice Assad é licenciada em música pela Roosevelt University em Chicago e mestre em música pela University of Michigan School of Music.

Read BioHide Bio

Artistas Pedagogos

José Ramón Mendez
Pianista
Northwestern University, Chicago

Descrito como "um artista com um som refinado e tremendo poder construtivo" e saudado pela Hoja del Lunes de Madrid, como "o pianista espanhol de sua geração", José Ramón Mendez é um dos pianistas espanhóis mais empolgantes da atualidade.
Apresentações recentes incluem o Concerto no.1 de Chopin com a Orquestra Sinfônica Nacional de Cuba e "Noites nos Jardins da Espanha" de Manuel de Falla com a Sinfônica do Vale de Nittany, bem como inúmeras apresentações a solo e de música de câmara nos Estados Unidos, Europa e Ásia. Sua atuação foi apresentada no WQXR's "Performance Today" e no Classical KMFA. Foi o intérprete convidado em muitos festivais de música, incluindo Caramoor Festival, Barge Music Series, Festival Internacional de Piano de las Islas Canarias, Music at Penns Woods, Festival Internacional de Música da Costa Amalfitana, "Tocando el Cielo," Musica em Compostela, o Stony Brook International Piano Festival e o Santander International Music Festival, para citar alguns. Como músico de câmara, Mendez colaborou com artistas ilustres como Karl Leister, Itzhak Perlman, Michael Tree, Pascual Martinez-Nieto e Pinchas Zukerman.

Mendez recebeu sua primeira instrução musical de seu pai e aos sete anos já se apresentava na televisão e em estações de rádio espanholas. Ele fez sua estréia solo aos onze anos na Sociedade Filarmônica de Oviedo, em Oviedo, Espanha, o artista mais jovem a fazê-lo na história da sociedade. Ganhou reconhecimento internacional pela primeira vez quando interpretou o primeiro concerto para piano de Liszt sob a direção de Sergiu Commissiona no Concertgebouw em Amsterdão. Desde então, tem actuado extensivamente pela sua Espanha natal, Estados Unidos, Itália, Inglaterra, Portugal, Holanda e Japão com grande sucesso. É frequentemente elogiado pela crítica e público em todo o mundo pelo seu sentido poético, intelecto e técnica magistral.
Aos 18 anos, o sucesso de Mendez levou-o para os Estados Unidos, onde começou os seus estudos na Manhattan School of Music em Nova York. Completou seu bacharelato e mestrado em performance de piano com o reputado pedagogo Solomon Mikowsky e terminou o seu Doutoramento em Artes Musicais sob a tutela de Byron Janis e Miyoko Lotto. Durante sua estadia em Nova York ganhou os principais prêmios em diversos concursos internacionais, incluindo o Concurso Internacional de Piano Pilar Bayona, Hilton Head Island, Concurso Frederick Chopin em Nova York e a Concurso Internacional de Piano Hermanos Guerrero, entre outras.
A carreira de professor profissional de José Ramón Mendez começou em 1996, quando foi convidado para dar masterclasses na Escola de Música de Gijon. Desde então, deu masterclasses por toda a Espanha, bem como nos Estados Unidos em escolas de música de renome, como Oberlin Conservatório, Northwestern University, University of Michigan e Columbus State University. Mendez também lecionou como professor assistente de Miyoko Lotto no Perlman Music Program, um programa para jovens músicos fundado pelo mundialmente famoso violinista Itzhak Perlman. Atualmente é Diretor Artístico e docente do Festival Internacional de Piano de Gijon, Espanha, além de ser frequentemente convidado para se apresentar e ensinar em vários festivais.
Anteriormente no corpo docente da The University of Texas em Austin, fez parte do Artist Piano Faculty na New York University na cidade de Nova York de 2007 a 2014 e foi Professor Assistente de Piano na Pennsylvania State University. Actualmente é professor de piano na Northwestern University, Chicago. José Ramón Mendez é um Artista Yamaha.

Read BioHide Bio
Jean Saulnier
Pianista
Université de Montréal, Canada

Jean Saulnier tem uma carreira ativa como recitalista, músico de câmara e professor, com larga experiência tanto no repertório a solo quanto em música de câmara. É também, um pianista colaborador procurado pelos melhores músicos internacionais, sendo um músico eloquentemente com uma flexibilidade, habilidade natural de tocar e espírito de parceria extraordinárias que apresenta em cada concerto. Vencedor dos Kapell International Competition, Prix d'Europe e Leschetizky Competition, Jean Saulnier atuou no Canadá, Estados Unidos, América do Sul e Europa. Foi solista convidado de orquestras de renome como a Orquestra Sinfónica de Montreal, a Orquestra Sinfónica de Québec, a Orquestra Métropolitain, a Filarmónica de Rochester e a I Musici de Montréal. É frequentemente ouvido nos principais festivais de música canadianos e na rádio CBC.

Apresentando-se com o violoncelista Yegor Dyachkov e o clarinetista André Moisan, Jean Saulnier gravou muitas obras importantes do repertório de música de câmara nas editoras Pelléas, ATMA, Analekta e Doberman-Yppan. Jean Saulnier estudou com Marc Durand, Leon Fleisher e André Laplante. O seu doutoramento na Universidade de Montreal foi saudado com a Medalha de Ouro Académica do Governador Geral. Atualmente é Professor Associado na Faculdade de Música da Universidade de Montreal, onde leciona há mais de 20 anos, e director do departamento de piano. É regularmente convidado a dar masterclasses em instituições de ensino superior. É também, frequentemente membro do júri de concursos nacionais e internacionais, instituições de ensino superior e agências governamentais. Jean Saulnier integra o corpo docente do Porto Pianofest desde 2018.

Read BioHide Bio
Òscar Colomina i Bosch
Compositor & Maestro
Reitor de Música — Escuela Superior de Música Reina Sofía, Madrid

Reitor da Escuela Superior de Música Reina Sofía em Madrid desde 2020, Òscar é um compositor e maestro requisitado. Antes de se mudar para Espanha, ocupou cargos importantes no Reino Unido como Diretor de Música da The Yehudi Menuhin School (2017-2020) e Professor de Orquestração na Royal Academy of Music (2013-2020). Tem leccionado como convidado no Conservatório Real de Haia – Escola de Jovens Talentos, no Programa Akoesticum Talent na Holanda, e faz parte do corpo docente do Porto PianoFest. Foi membro da Jovem Orquestra Nacional de Espanha (trabalhando com Giulini e Gianandrea Noseda), mais tarde prosseguiu estudos na Guildhall School of Music & Drama e Royal Academy of Music com Malcolm Singer e Simon Bainbridge (composição) e Alan Hazeldine (direção), recebendo conselhos de Sir Harrison Birtwistle, Alexander Goehr e Julian Anderson.

Uma encomenda do Concurso Internacional de Violino Yehudi Menuhin, a obra Shpigl para violino solo (2016), foi descrita pelo compositor americano John Adams como “uma pequena obra-prima da imaginação musical e dramática”. Impressionado com a peça, Adams programou Shpigl no festival Los Angeles Philharmonic Green Umbrella Series  'Noon to Midnight', convidando Òscar para participar na estreia americana no Walt Disney Concert Hall, Los Angeles. Imatges (2021), escrito para o Iturbi Competition , já recebeu apresentações em Washington, Nova York e Hannover, com o compositor Benet Casablancas considerando-a 'uma adição importante ao repertório para piano contemporâneo espanhol'. A obra orquestral de Òscar, Entfaltung (2015), escrita para a Orquesta Sinfónica de Castilla y León, foi elogiada pelo pianista e maestro Jean-Bernard Pommier, que escreveu sobre o 'controle perfeito de orquestração e tempo' de Òscar e a 'música forte e cativante' de Entfaltung. A sua música foi dirigida por Jaime Martín, Pablo González, Baldur Brönnimann e Christopher Austin. Outras encomendas e apresentações incluem o Aldeburgh Festival, Philharmonia Orchestra, Centro Nacional de Difusión Musical, Orquesta Sinfónica del Principado de Asturias, Real Filharmonia de Galicia, Trío Arbós, Orchestra of the Swan, Grup Instrumental de València e o Schubert Ensemble, em salas de concerto em todo o Reino Unido, EUA, Espanha, Portugal, França, Dinamarca e Itália, contando com o Wigmore Hall, Royal Festival Hall, Queen Elizabeth Hall, Purcell Room, Yale e New York Universities, Palau de la Música de Valencia e Auditório de Galicia entre eles . As suas composições foram difundidas em Espanha, Portugal, México, Dinamarca e EUA.

Read BioHide Bio
Nuno Marques
Director Artístico e Co-Fundador

O pianista português Nuno Marques está atualmente radicado em Nova Iorque onde desenvolve a sua carreira e dirige o Porto Pianofest- Festival Internacional de Música do Porto. É um dos pianistas mais activos e reconhecidos da sua geração e um músico versátil, sentindo-se igualmente em casa a tocar a solo, música de câmara ou em colaborações com outras formas de expressão artística. 
Após terminar a sua formação inicial no Conservatório em Portugal, mudou-se para Londres graduando-se na Guildhall School of Music and Drama, onde estudou com Artur Pizarro. Concluiu o Mestrado em performance no Royal College of Music, com Niel Immelman e ainda um segundo mestrado em Pedagogia da Música na Universidade de Aveiro. Mais tarde, a sua carreira levou-o a Nova York, onde frequentou a NYU, estudando com José Ramón Méndez. Na NYU foi recipiente da prestigiada Reinhold Scholarship, que suportou os seus estudos, lhe ofereceu a oportunidade de fazer a sua estreia em concerto nessa cidade e lhe permitiu lecionar no departamento de piano da universidade. Completou recentemente o seu doutoramento na Rutgers University. Os seus estudos foram também patrocinados pela União Europeia (DfES), NYU, Fundação Gulbenkian e a AAMSL.

Read BioHide Bio
© 2022 Porto PianoFest
— All Rights Reserved
Contacte-nos:
info@portopianofest.com
Siga-nos:
Fotografia: André Rodrigues
Design & development: Catarina McNally